Buscar
  • Bruno Lima Wanderley

Pequenos Passos Fazem Grandes Melhorias no Seu Wi-Fi


O Wi-Fi pode ter algumas propriedades bem curiosas. Então, deixa eu te dar uma resposta mais curta logo, e aí darei algum embasamento depois para que você entenda o que deve fazer para melhorar o seu sinal e o por quê.

Normalmente, os profissionais de tecnologia (técnicos dos provedores, por exemplo) dizem que, para ter um bom sinal em sua casa, é importante manter a sua antena na vertical (vulgo "em pé"), mas dependendo do caso, ajustar essa antena em uma outra posição pode fazer toda a diferença. Pode parecer estranho, pois a sua antena vai estar apontada para uma parede ou até mesmo para fora da sua casa. Não estranhe, os conceitos de radiopropagação são maravilhosos.

A grande maioria dos dispositivos Wi-Fi (roteadores e clientes) são construídos com antenas "omnidirecionais", onde o sinal é transmitido para todas as direções. Quando digo "todas as direções", me refiro ao fato de este tipo de antena transmite em um formato de uma rosquinha de leite (lembra da Mabel?), ou, mais precisamente, no formato de um donut (tipo aquele que o Homer Simpson come). Imagine que a antena está bem no meio do donut, no meio do buraco. Veja a figura abaixo.

Então, a cobertura da antena irradia para todos os lados da antena, mas não para o topo dela. Se o seu roteador estiver exatamente no meio da sua casa, o sinal deve ficar bom em todos os cantos. Mas sabemos que essa não costuma ser a nossa realidade, né? Em minha residência, por exemplo, a sala fica em uma das pontas do apartamento, deixando os cômodos do outro extremo com um sinal sofrível caso eu coloque o roteador no meio da sala.

Agora, imagine um donut de 40 metros de de diâmetro (maior do que aquele que aparece em "Os Simpsons, o Filme"). É um senhor donut, não é mesmo? E imagine também que o buraco do donut é beeeem pequeno (tipo o diâmetro da sua antena). Então, esse donut de 40 metros com um buraco pequeno é a área de cobertura do seu roteador Wi-Fi. Entendido? Continuando.

Como o seu roteador muitas vezes fica posicionado perto de uma parede que fica fora da sua residência, a maior parte do sinal da sua rede (o seu donut) vai parar fora da casa (seu vizinho agradece, caso ele dê um jeito de arrumar a senha). Consequentemente, apenas uma parte pequena do sinal é realmente utilizada dentro de seu apartamento/casa e, caso você tenha mais de um pavimento, apenas o pavimento que está localizado o roteador será bem atendido.

Muitas vezes, não conseguimos mover de lugar o roteador. Até porque ele costuma ser "flex": atua como access point, modem, roteador, dentre outros. Mas, dá pra colocar a antena em uma posição que ela cubra mais a parte de dentro da sua casa (figura abaixo). Esse ajuste de antena ainda desperdiça um pouco do sinal, ficando uma parte no subsolo, mas haverá mais cobertura de maneira geral dentro da casa. Inclusive no andar superior! Se a sua casa tiver uma estrutura quadrada/retangular e o roteador ficar em um dos cantos da casa, aponte a antena na direção da parede em uns 30 graus.

Depois disso, pegue o seu smartphone/tablet e vá para o local no segundo andar, por exemplo, onde o sinal estava instável ou nulo. Se tiver sinal Wi-Fi, pare aí mesmo! Estamos bem! Se o sinal continuar ruim, desça lá no roteador e ajuste mais alguns graus a antena (5 a 10 graus) e cheque mais uma vez. Não precisa mexer muito para que se tenha um grande ganho, às vezes alguns centímetros fazem toda a diferença (lembra das TVs analógicas?).

Naturalmente, o melhor mesmo é poder colocar o roteador em uma posição bem central. Mas, muitas vezes não dá. Pois tem algum cabo coaxial, por exemplo, ligando o roteador, a TV e o telefone (tipo aqueles combos da NET) em uma respectiva parede. Não adianta colocar a culpa do sinal somente em algum tipo de interferência (metais, paredes, etc), pois o sinal Wi-Fi é forte o bastante para atravessar umas duas paredes.

Se nada do que eu disse acima fizer efeito, é hora de pensar em usar um extensor de sinal, como um TP-Link TL-WA850RE (abaixo), que custa na faixa de R$ 150,00. Esses repetidores vão criar um donut extra em algum outro ponto da casa e assim eliminar pontos de sombra do sinal. Obviamente, ele tem que estar em um local onde ainda haja um pouco do sinal do roteador principal.

Mas, atenção! Use somente se o sinal estiver sem estabilidade nenhuma, não quando o sinal apenas não está no máximo. Pois, quanto mais "saltos" damos entre os repetidores, mais a velocidade da conexão cai (média de 50% a menos de vazão a cada "salto"). Ou seja, seu sinal chega forte, mas com muito erro. Fazendo com que a velocidade seja obrigada a cair para manter a confiabilidade do link.

Bem, por hoje é isso...

Se quiser aprimorar suas habilidades em Wi-Fi, tem um curso meu aqui.

Um grande abraço!

Fonte: https://positek.net/the-mysteries-of-wi-fi/

#Wifi #radio #80211 #sitesurvey #antenas #wifinorte #wifiaçaí #ticomaçaí #80211ac #redeswifi #redesdecomputadores

1,420 visualizações
Tags

Curso Redes de Computadores, Redes Wireless, Redes Wi-Fi, curso redes wireless, curso de redes.