Buscar
  • Bruno Lima Wanderley

Aplicativos para Melhorar a Qualidade do seu Wi-Fi - Parte 1


Para que possamos resolver ou atenuar alguns problemas em redes Wi-Fi precisamos entender melhor o que se passa no local onde as informações estão sendo transmitidas. Ou seja, precisamos analisar os dados que estão no ar!

Senão, vamos ficar naquela "novela" de tentativa e erro (igual quando você ficava mexendo na antena da TV analógica). O grande problema é que a sensibilidade das redes sem fio é maior, qualquer mudança faz toda a diferença. Minimizar a chance de erros de transmissão pode até mesmo duplicar a velocidade e a confiabilidade do link.

Legal, eu já sou bem crescidinho e sei que usar o canal certo faz toda a diferença. Fora que, pequenos passos fazem grandes melhorias no seu Wi-Fi. Para você ficar ainda mais antenado, sugiro que você dê uma passada rápida nesses dois links grifados antes de continuar.

"Ok Bruno, o que eu quero mesmo é que aquela barrinha do Wi-Fi que aparece no meu computador aumente."

- Vamos lá. Você deve estar se referindo a essa barrinha aqui:

- Como é que o sistema operacional chega a conclusão que o sinal está fraco ou forte?

É através de um quadro chamado de beacon. Ou, como um amigo meu colombiano dizia, bacon (zoeira detected).

Os quadros beacons são enviados dezenas de vezes por segundo por cada roteador Wi-Fi, e servem, de maneira muito simplista, para informar que existe uma rede Wi-Fi naquela região e suas características. Algumas das características informadas por um quadro deste tipo são:

- Nome da rede, também chamado de SSID (Sevice Set Identifier);

- Padrão Wi-Fi suportado;

- Taxas de transmissão suportadas;

- Tipo de segurança.

Exemplo da atuação do beacon. Veja que quando o smartphone/tablet recebe o beacon ele fica sabendo que há uma rede Wi-Fi próxima (Wikipedia):

É possível também desabilitar essa função para deixar a rede oculta. Podemos considerar isso uma medida de segurança. Deixo para comentar sobre isso em um outro momento.

Basicamente, é a partir destes beacons que conseguimos muitas vezes diagnosticar e solucionar problemas.

Existem muitos aplicativos no mercado para análise de redes sem fio que fazem basicamente a mesma coisa: análise dos beacons. A partir desses beacon, aplicativos como o inSSIDer conseguem ter uma noção da qualidade do sinal a partir da quantidade de beacons recebidos.

A unidade de medida usada para medir é o dBm ou RSSI.

O RSSI, que significa Received Signal Strength Indicator, é uma unidade de medida relativa sobre a qualidade do sinal recebido pelo seu dispositivo. Temos um limite máximo e mínimo que um dispositivo móvel consegue receber esse sinal. Abaixo vão alguns valores de referência:

- 30 dBm: Excelente sinal! Sua rede deve funcionar sem problemas. É quando o dispositivo está colado no roteador;

-67 dBm: Até esse valor, é o suficiente para aplicações mais sensível a perda de informação como VoIP (Skype, Hangouts) ou streaming de video (Netflix, YouTube);

-70 dBm: Potência mínima para que consigamos realizar tarefas corriqueiras, como envio de emails ou mensagens via WhatsApp/Telegram.

-80 dBm: Nesse limitar, a conectividade começa a ficar intermitente. Aberturas de sites vão ser possíveis, mas com muita lentidão e algumas imagens não devem carregar;

-90 dBm: Sinal extremante instável, com sorte, você consegue enviar alguma mensagem no WhatsApp.

Sabendo desses valores, podemos usar, por exemplo o aplicativo inSSIDer, que vai lhe mostrar as seguintes telas:

A primeira imagem mostra o nome dos roteadores (Radio/SSID), e o canal (Channel) que estão trabalhando.

Já a segunda mostra a potência relativa (dBm) de cada roteador e em qual canal eles estão situados. Como disse no outro artigo, são 11 canais na faixa de 2.4 GHz.

A partir desse gráfico, já da pra dizer mais ou menos a potência que você está recebendo no seu dispositivo e fazer possíveis correções. Seja no posicionamento do seu roteador, seja na instalação de repetidores, ou até mesmo fazendo ajustes nas antenas dos roteadores, como expliquei aqui.

Semana que vem, comento sobre um outro aplicativo. O Acrylic Wi-Fi Home. Vá logo brincando com ele. Inclusive, farei um vídeo demonstrando de maneira prática como melhor usá-lo. Já adianto que, sabendo os conceitos que comentei aqui, você saberá utilizá-lo muito bem.

No próximo post, eu começo a detalhar mais todas as letrinhas que aparecem nesses aplicativos. "Tin tin pot tin tin".

Em breve, lançarei meu curso básico de redes Wi-Fi na Unisat Academy. É básico no nome, mas completo para resolver muito problemas na sua casa e no seu trabalho!

Um abraço!

Fontes:

http://www.metageek.com/training/resources/understanding-rssi.html

https://en.wikipedia.org/wiki/Beacon_frame


938 visualizações
Tags

Curso Redes de Computadores, Redes Wireless, Redes Wi-Fi, curso redes wireless, curso de redes.