Buscar
  • Bruno Lima Wanderley

Como Implantar uma Rede Wi-Fi (1) - Cobertura e Capacidade


Tudo bem, galerinha?

Hoje inicio uma série de posts que vão nos dar uma boa noção do que é importante na hora de implantar uma rede wireless. Não adianta colocar o roteador wireless no meio do corredor e torcer para que tudo dê certo. As chances de problemas são muitas.

Afinal, quantos de vocês já tiveram problemas para se conectar em aeroportos, hotéis, rodoviárias e afins? Aposto tudo que tenho no meu bolso que todos vocês!

Duas coisas que tratarei hoje na implantação de uma rede wireless: cobertura e

capacidade.

No planejamento para a implantação de uma rede wi-fi, é preciso primeiramente determinar o número de clientes que você espera que vão usar a rede, o tipo de tráfego que a rede trafegará (games, video, websites, voz) e o número de access points necessários para que tenhamos uma bom balanceamento entre cobertura e capacidade.

Como determinar as necessidades da rede?

Nada melhor do que consultar as pessoas responsáveis pelo gerenciamento do lugar que será instalada a rede e seus usuários! Se já tiver uma rede no local, usar ferramentas de monitoramento como o PRTG, Wireshark ou ZABBIX.

Temos que levar em conta os seguintes fatores:

- O número máximo de dispositivos que irão usar a rede ao mesmo tempo, transmitindo e recebendo tráfego em cada rede (SSID).

- Os tipos de dispositivos que seus usuários têm e como são usados. Por ex: o uso é para apenas acesso básico na web? Ou vão fazer streamings de vídeo via Facebook ou YouTube com frequência?

- O quanto seus usuários se movem dentro do andar.

- O mínimo de velocidade (vazão) que os usuários querem.

Tudo isso é muito importante para realizar um bom Site Survey na rede. Site Survey é o nome usado para implantar ou ampliar algum tipo de rede de computadores de forma profissional, levando em consideração todos os aspectos possíveis.

Para novas redes sem fio, fale com pessoas da empresa ligadas à TI ou a gerência que possam lhe informar quantas pessoas, ou melhor, quantos dispositivos estão em média conectados à rede. É importante também pensar no futuro e assim saber quais são os próximos serviços que a empresa deseja oferecer aos cliente/usuários nos próximos anos, assim é possível já preparar a rede para esses novos serviços.

Por exemplo, se, no aeroporto do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, grande parte dos clientes irá usar a rede para realizar chamadas via VoIP (Voice over IP) através de aplicativos como WhatApp e Hangouts, ou, até mesmo, verificar-se que o crescimento de videochamadas, é inteligente pensar em instalar roteadores wifi com grande poder de processamento e memória RAM (processadores de mais de um núcleo) para evitar atrasos (latência) nas chamadas. Logicamente, usar o padrão IEEE 802.11 mais moderno do momento também é uma boa ideia. Neste momento o 802.11ac wave 1 é o que temos de mais avançado.

Se não temos rede sem fio montada, devemos também nos basear nas redes locais cabeadas (LANs) para termos uma noção do tipo de tráfego que aquela rede costuma trafegar. Um exemplo é dentro de uma universidade, dentro da rede local os alunos costumam realizar pesquisas corriqueiras nas redes sociais e em sites de busca. Essa tendência pode permanecer em redes sem fio ou até mesmo crescer um pouco. É sempre bom dar uma margem de erro positiva.

Bem pessoal, muito em breve teremos um curso falando, em detalhes, sobre todos os aspectos de um Site Survey. O Redes Wireless - Curso Avançado (Site Survey).

​Um abraço,

Bruno

Referências

http://boundless.aerohive.com/technology/how-to-plan-a-wi-fi-deployment-coverage-and-capacity.html


832 visualizações
Tags

Curso Redes de Computadores, Redes Wireless, Redes Wi-Fi, curso redes wireless, curso de redes.