Redes Mesh: Um Novo Passo para a Expansão das Redes Wireless


Quando temos um local onde apenas um roteador wireless não consegue cobrir toda área que desejamos, procuramos na internet alguma solução milagrosa. Podemos ver em alguns sites onde existem algumas sugestões como mudar o roteador de lugar, comprar um repetidor de sinal ou até mesmo fazer uma antena melhor usando uma lata de batatas fritas pringles(!).

Não me entendam mal. Não estou dizendo que essas dicas não são úteis, apenas que às vezes precisamos de algo mais profissional e que tenha um desempenho muito melhor. Os exemplos que dei podem sim melhorar a qualidade do sinal, mas se precisamos colocar em um shopping uma rede para trezentas pessoas ao menos tempo, será que seu chefe vai deixar você usar uma pacote de batatas para isso? Não responda.

Então, que tecnologia pode nos ajudar?

Redes mesh! Ou redes em malha!

E como isso funciona?

Em primeiro lugar, é importante que se diga que isso não é algo novo. O padrão IEEE 802.11s, que trata sobre redes mesh, foi desenvolvido no meio da década passada. Porém, só agora está iniciando a sua popularização em ambientes indoors.

O legal desta tecnologia é que ela permite que diversos dispositivos se comuniquem e transfiram dados um para o outro, sendo cada um considerado um nó da rede. Cada dispositivo desses espalha um pouquinho mais longe o sinal wireless, veja abaixo:

O legal deste tipo de rede não é somente o alcance, mas sua resiliência. Em caso de alguma tragédia onde os sistemas de comunicações possam ficar indisponíveis (rompimentos de cabos, por exemplo), é possível usar essa tecnologia para rapidamente termos um infraestrutura de telecomunicações no local. Pensa comigo: se nós implantarmos uma rede em malha dentro de um campo de batalha, mesmo que haja destruição de equipamentos, a rede continua a funcionar. Veja a figura abaixo, se dois ou três celulares ficarem inoperantes, a rede se reconfigura e a conectividade é mantida.

Você deve estar pensando: "Mas que diabos um soldado vai querer internet ou algum tipo de comunicação?!" Simples: para fazer uma live da guerra via facebook e fazer um vídeo para o instagram :).

Brincadeiras à parte, este tipo de rede foi fundamental após a passagem do furacão Sandy , em 2012, para o restabelecimento rápido dos sistemas de comunicação da região. Alguns bairros da cidade de Nova Iorque utilizaram da tecnologia e, assim, mantiveram uma conectividade mínima na região.

No próximo post explicarei mais sobre as soluções de redes em malha do mercado e um pouco mais sobre a tecnologia.

Esse assunto é coberto nos cursos Redes Wireless - Curso Avançado (Site Survey) e no curso Redes Wireless - Curso Avançado (Radioenlace), que está em processo de produção.

Grande abraço a todos,

Bruno


Redes Wireless

Redes de Computadores

Satélites

Destaque
Tags
Nenhum tag.
logo youtube
ti com açai
Tags

Curso Redes de Computadores, Redes Wireless, Redes Wi-Fi, curso redes wireless, curso de redes.